Café

Uma das bebidas mais tradicionais do mundo, o café te diversas formas de ser “passado”, indo do tradicional coado, ao requintado espresso. Os efeitos do café no organismo são controversos, associados com efeitos negativos, por um lado, e protetor, de outro. Passam pela associação com o aumento da pressão arterial, os níveis de colesterol e chegam a ter considerado um efeito protetor contra doenças cardiovasculares e estimulador do metabolismo. A nutricionista, barista e professora do Senac de São Paulo, Maria Carolina Lazzarini, aponta um outro lado da bebida. "O café está associado a milhares de benefícios. É antioxidante, ajuda no emagrecimento, na prevenção de várias doenças e seu uso diário acaba ajudando em questões como stress e prevenção da doença de Alzheimer. A chave está na quantidade. No consumo sem exagero", afirma. Segundo Lazzarini, a maneira como o café é produzido também afeta suas propriedades e, claro, o sabor. Entre os pecados estão deixar a água ferver, colocar pó demais (o recomendado é 10 gramas para cada 100ml) e fazer líquido demais e deixar esquentando na cafeteira ou guardado na garrafa térmica. O prazo limite para reaproveitar a bebida é de 30 minutos. Tudo que é demais, pode causar prejuizos, até mesmo se tratando do café. Prepare-o somete a quantidade que será consumido. Caso utilize coador de pano, lave somente com agua. E, escalde o bule ou garrafa térmica pouco antes de fazer a bebida. E beba de forma conciente!

PRECISA DE SUPORTE?
Encontre-nos
(73) 3214-3800 - Agendamento

Siga-Nos

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • Twitter ícone social
(73) 3214-3802/3803 - Recepção
(73) 3214-3820 - Cobrança
MAPA DO SITE
IDSS
Sobre
Planos
Guia Médico

Rua Santa Cruz, S/N, - Fátima (Hospital Manoel Novaes) | Itabuna – Bahia – CEP: 45.603-305